Coronavírus: Brasil, Bolsonaro e Economia.

texto por:investindorapido.blogspot.com

O coronavírus (COVID-19) já está no brasil, 2.000 infectados, 38 mortos, vários circuit break's na bolsa, é o fim?

Veja também - Como o covid-19 vai afetar o mercado a longo prazo?


  • Brasil:

O país está em um estado bem complexo e de isolamento interno e externo, com suas fronteiras terrestres fechadas, inúmeras limitações de transporte interno, o estado de São Paulo, atual foco da transmissão está em isolamento.

No meu estado mesmo, em brasília, encontra-se pouquíssimas pessoas na rua, entretanto, ainda é possível realizar viagens limitadas de avião e ônibus rodoviários.

Não é um estado de isolamento completo, entretanto é algo bem parecido com o que países europeus envolvidos nas duas grandes guerras da humanidade.

Os médicos estão lutando bravamente contra a infecção, cientistas buscam apoio financeiro e moral, ampliando cada vez mais as formas de divulgação científica, com grade destaque para o Youtube, que inclusive está desmonetizando vídeos associados ao coronavírus que não sejam de jornais/jornalistas certificados.

Como o governo brasileiro está se posicionando quanto a isso?


  • O Presidente Bolsonaro:

Embora eu nunca tenha expressado minha opinião política aqui no Blog, eu acho necessário comentar e avaliar certas posturas apresentadas pelo presidente Jair Bolsonaro, mesmo que meu foco e interesse com a política é puramente econômico e eu evito ao máximo tentar fugir disso.

Infelizmente economia e política andam juntas, e nesse caso, saúde pública entrou como um pilar fundamental entre os dois.

O presidente deixou clara sua "opinião" de que o alarde gerado pelos médicos/cientistas/imprensa é puramente uma "imaginação" e os ataques deferidos à ele são de cunho ideológico.

Embora o ministério da saúde deixe claro o risco do sistema de saúde colapsar e termos que decidir quem fica dentro de uma incubadora respiratórias e quem não, o presidente não para de dar opiniões contrárias à algumas medidas adotadas pelos governadores de estados como São Paulo, Rio de janeiro e até mesmo aqui no Distrito Federal.

Na minha opinião o que o presidente está fazendo deveria ser considerado um crime contra a saúde pública, mesmo analisando que possivelmente ele esteja preocupado com a economia a longo prazo, não se deve em momento nenhum desprezar dados científicos reais e o valor da vida sempre superará qualquer investimento.

Mas também discordo de posturas que visam atacar bruscamente a estrutura política do país, um processo de impeachment no meio de uma crise gigantesca vai fazer o país colapsar por inteiro, já que a polaridade política nunca foi tão grande, é preciso cobrar sim, mas sem exageros, afinal, todos sabemos que somos governados por um tio do churrasco que caiu na cadeira do presidente que mesmo com uma equipe "boa" de ministros não consegue lidar com jogos de interesses políticos.

O que isso implica na economia?

  • Economia:

Como bem apresentados em postagens anteriores aqui no Blog, os circuit break's dominaram o mercado brasileiro na ultima semana, com inúmeras quedas e desabamentos colossais da nossa tão amada B3.

Agora o que ninguém realmente comenta é na retração da demanda devido a pressão de produtores agrários e industriais.

As medidas de controle, como a redução do horário de funcionamento de restaurantes, feiras e varejões, deve afetar significativamente o consumo do brasileiro no próximo mês, quiçá nos próximos 6 meses em um cenário pessimista.

Os pesquisadores do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada da USP perceberam que os produtores brasileiros estão preocupados com os efeitos das medidas adotadas por alguns estados.

O que isso significa? Que os PREÇOS vão disparar no mercado interno.

Com o dólar em alta, estamos caminhando para os primeiros meses de uma crise de grande porte. 

Tudo que eu sei é que a melhor medida que um investidor pode tomar nesse momento seria alocar seu capital extra em técnicas anti-crise, como a compra de ativos de commodities da mineração, Ex: Ouro e Platina.

Isso dá alguma garantia? NENHUMA, exatamente que sair vendendo todos os seus ativos de ações/títulos imobiliários e etc para comprar qualquer outra coisa é burrice (na MINHA opinião é claro).